Cueca virada… lá vai a receita.

Atendendo a pedidos, vou colocar aqui a receita da cueca virada.

Muitas pessoas conhecem também com outros nomes, como “orelha de gato” e “grôstoli”. A minha avó chama de “croste”, mas é tudo a mesma coisa!

Não sigo a receita à risca. Tudo é calculado mais ou menos, meio de olho. Mas sempre dá certo.

Ingredientes:
1kg de farinha de trigo (e mais um pouquinho para dar liga e não grudar);
5 ovos;
1 copo de açúcar;
1/2 copo de leite;
1/3 copo de óleo;
2 colheres de fermento em pó;
1 e 1/2 colher de vinagre;
2 colheres bem cheias de margarina;
Açúcar e canela para polvilhar;
Óleo para fritar.

Preparo:

Numa superfície limpa e seca, despeje 1kg de farinha de trigo, fazendo uma pequena montanha.

Pequena montanha com 1kg de farinha.

Faça um furo no centro da montanha de farinha, grande o suficiente para que comportar todos os ingredientes líquidos.

Furo no centro da montanha.

Quebre os ovos num recipiente separado.

Um, dois, três, quatro, cinco ovos.

E vá adicionando um a um ao furo da montanha de farinha.

Ovos no buraco.

Adicione também a margarina.

Adicionando a margarina.

Ainda no centro do furo adicione o vinagre…

Adicionando o vinagre.

…o leite e o açúcar. Deixe o óleo para o final da receita, para adicionar somente o necessário.

Da esquerda para a direita: leite, óleo e açúcar.

Junte o fermento em pó.

Fermento em pó.

Agora a parte legal: com as pontas dos dedos vá misturando os ingredientes líquidos à farinha, aos poucos e com calma.
Dica importante: nessa fase, use apenas uma das mãos, pois você pode precisar da outra limpa.

Mexendo com as pontas dos dedos.

Nessa fase, vá juntando aos poucos o óleo, se sentir necessidade. Siga sua intuição.
Quando a massa virar essa bola, que deve ter uma textura bem macia, fácil de trabalhar, já se pode usar as duas mãos para sovar bem.

Tá quase lá...

Nessa fase, use o rolo de macarrão para ajudar a abrir a massa. Polvilhe um pouco daquele “extra” de farinha na bancada para não grudar.

Abrindo a massa - fase 1.

Minha bancada não é muito grande, então precisei dividir a massa em quatro partes para conseguir esticá-las o suficiente.

Dividindo a massa.

Massa dividida!

Sove mais um pouco o pedaço que será trabalhado e, como o auxílio do rolo de macarrão, abra o mais fino que puder, pois a massa é elástica e vai voltando aos poucos ao seu formato inicial.

Um quarto da massa aberto.

Corte retângulos de aproximadamente 10cm x 4cm, ou com as medidas que achar conveniente.

Retângulos.

Faça um corte, no sentido longitudinal de cada retângulo, parando pelo menos 1cm antes de cada ponta.

Cortes no retângulo.

Forma de “virar” as “cuecas”: Pegue um dos retângulos.

Como dobrar (A).

Traga uma das pontas para o centro.

Como dobrar (B).

Passe essa ponta pelo corte central.

Como dobrar (C).

Puxe a ponta novamente, fazendo com que as faixas laterais fiquem torcidas. E pronto.

Como dobrar (D - Final).

Repita esse procedimento com todos os retângulos.

Dobrando, dobrando e dobrando.

Leve ao fogo uma panela larga, coloque óleo o suficiente para cobrir as cuecas e coloque aos poucos algumas delas quando o óleo estiver bem quente.

Fritando.

Quando começarem a dourar, vire-as e, assim que dourar o outro lado, retire-as do óleo com o auxílio de uma escumadeira e as deposite num recipiente revestido com papel absorvente.

Absorvendo...

Num outro recipiente, faça uma mistura de açúcar e canela em pó, na proporção em que achar conveniente.

Açúcar e canela: traço a definir.

Retire as cuecas do papel absorvente e passe-as nessa mistura.

Passando as cuecas na mistura.

Em seguida, coloque-as em outro recipiente, também com papel absorvente, e pronto. É só comer.

Prontinho!

Rendimento: um montão.
Dica: Vai muito bem acompanhado de café, leite ou café com leite.

About these ads

31 pensamentos sobre “Cueca virada… lá vai a receita.

  1. Pingback: Finados. Dia de lembrar os que já se foram e as receitas que ficaram « papillon

    • Obrigada!! Que bom que gostou!
      Essa é a única receita do blog por enquanto e é antiga, não tenho muito tempo para postar, mas vou procurar inserir novidades.
      Obrigada pelo comentário!

    • Que delícia saber que te motiva! Também tenho dificuldades quando a receita não é bem detalhada, por isso fiz assim com bastante imagens!!
      Obrigada pelo comentário e pelos elogios!

  2. Amei a receita, farei amanhã p/ testar, lembrei-me de qdo era criança, mamãe fazia , me emocionei agora.
    abços, com carinho
    Vera Lucia

    • Olá, Vera! Essa receita é da minha avó. Fiz umas adaptações, pois achava muito gordurosa… e apesar de ser frito, deu pra ficar mais sequinho!
      Experimente!
      Fico feliz que tenha gostado!!
      Obrigada pelo comentário!
      Um abraço!

    • Que bom que gostou! As pessoas procuravam muito saber como era feita a dobra, e explicar sem imagens é muito difícil!!
      Nos conte depois o resultado, se gostou!!
      Obrigada pelo comentário!!
      Um abraço!

  3. Através de um grande amigo o Gabriel Ladeira da cidade de cascavel ele me sugeriu essa receita típica do Oeste do Paraná – cidade de Cascavel
    E como bom chef de cozinha resolvi copiar e fazer e que muito foi apreciados por meus amigos
    gostaria de deixar meu email para receber outras receitas tipicas do estado do paraná.
    email contevillecazes@gmail.com
    atenciosamente
    Chef
    Conevilla

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s